jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2019

Jovens e a desigualdade social

Marcelo Kono
Publicado por Marcelo Kono
há 3 anos

Um país que é considerado a décima potência mundial ainda é denominado como um país Subdesenvolvido (Terceiro mundo) sabe por quê? Porque a Corrupção e a Desigualdade Social dominam esta sociedade.

Esses dois fatores juntos formam o elo da desgraça em nosso país, pois a Corrupção de muitos de nossos políticos transforma algumas pessoas em fantasmas da sociedade, essas pessoas não têm oportunidade de vida, não conseguem ter dignidade humana, emprego digno, boa educação, alimentação, moradia digna e saúde, tudo isso por culpa de nossos exemplares e magníficos chefes de Estado, que viram as costas para a sua população, causando assim, a grande Desigualdade Social que assola nosso BRASIL.

Essa desigualdade faz com que nossos jovens morram cada vez mais cedo, pois precocemente eles ingressam no mundo do crime, pois acreditam que no crime eles serão vistos perante a sociedade. Ao serem recrutados como soldados do crime pelo traficante, eles enxergam ali uma “oportunidade de vida”, oportunidade essa que os políticos se negaram a dar.

Quando o traficante dá a eles esta “ferramenta de trabalho”, ou seja, a arma municiada até os “dentes”, eles se sentem os maiorais da comunidade, pois através de suas atitudes e armas empunhadas voltadas para a sociedade, eles plantam o medo na população, e com essas armas que eles saem às ruas para afrontar o Poder Público.

Até quando a sociedade viverá a mercê do crime? Pois hoje a sociedade vive com medo estampado e não se pode mais sair de sua casa despreocupado, porque a violência tomou conta das ruas, saímos sem saber se retornaremos as nossas famílias.

Quantos milhares de jovens como o Sandro do ônibus 174 do Rio de Janeiro teremos que perder para o crime? O Sandro era invisível perante a sociedade, pois não recebia a assistência social necessária do Estado para ter uma melhor condição de vida, com isso, ele resolveu entrar para o mundo obscuro da criminalidade, pois ali ele adquiriu o “respeito” que sempre quis ali ele ganhou o poder de decidir sobre a sua vida e na vida de outros.

Não podemos permitir que o governo continue sufocando nossos jovens dessa forma, temos que exigir que o Estado “mate” nossos jovens com cultura, saúde, trabalho, educação, alimentação e bem-estar social, somente com essas garantias teremos uma sociedade mais digna e desenvolvida.

ESCRITO POR: MARCELO LUIZ DE CARVALHO KONO

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)